Domingo, 25 de Setembro de 2005

O princípio da incerteza

As malas estão feitas. Os adeus ditos e as boas-sortes desejadas. Estou prestes a sair de casa para algo de que apenas conheço alguns contornos. Somente os essenciais. No final da viagem haverá alguém para me receber. Não no aeroporto, um ou dois autocarros depois.

Terei um sítio para ficar nos próximos meses. Nem sei ao certo quantos. Um sítio que terei de partilhar com mais duas pessoas. Que eu não conheço de todo. Sei que irei (terei de) trabalhar para pagar a renda da casa. Não faço ideia do que irei fazer.

O bilhete de regresso tem data, mas não é definitiva. Só dentro de algum tempo terei uma ideia da altura em que voltarei a casa.

Levo roupa a fazer conta com o frio do Inverno e o calor do final do Verão. Na orla do deserto há um pouco de verde. Nem que seja a metade verde da bandeira que levo para afirmar as origens.

Aos que ficam, um abraço enorme. Dentro de dias baterei de novo à vossa porta...

PS - Ah, esqueci-me de dizer que vou para Israel (where else?!). Para alguns quilómetros a sudoeste de Jerusalém.

publicado por Boaz às 19:16
link do artigo | Comente | ver comentários (5) | favorito
Quinta-feira, 22 de Setembro de 2005

Hilária política

O slogan de campanha da candidatura de Fátima Felgueiras: "Sempre presente!"

O autor deste brilhante mote merecia o prémio de Humorista do Ano.

publicado por Boaz às 17:23
link do artigo | Comente | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 21 de Setembro de 2005

A bem das criancinhas

Esta semana, a SIC e a TVI estrearam um sistema de classificação dos programas em emissão. Agora, basta olhar para o canto superior direito do ecrã do televisor para saber a idade a partir da qual o programa é adequado.

Só que há problemas. Não, não é o facto de, de acordo com a TVI, crianças de 10 anos poderem assistir, sem efeitos negativos, às suas telenovelas. Ou o desfile de travestis mal-disfarçados nas noites da SIC ser considerado próprio para gente de 12 anos.

A verdade é que a RTP não implementou o sistema, com todas as consequências que daí podem vir. Qual é o pai que não tem pavor de que os seus inocentes filhos sejam apanhados pelas rajadas de verborreia do Francisco Louçã numa entrevista à Judite de Sousa?

Apelo daqui à APSI - Associação de Promoção da Segurança Infantil, para resolver a situação. Ou arriscamo-nos a que as futuras gerações deste país se tornem pseudo-revolucionários de ocasião, mal vestidos, de lenço palestiniano ao pescoço e punho erguido contra ninguém-sabe-bem-o-quê.

Os pais agradecem.

publicado por Boaz às 12:34
link do artigo | Comente | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 20 de Setembro de 2005

Pela justiça, não pela vingança

Wiesenthal - o caçador de nazis Faleceu hoje, em Viena, o mais conhecido e incansável "caçador de nazis". Simon Wiesenthal tinha 96 anos e há mais de 40 que se dedicava - durante muito tempo, sem qualquer ajuda - a encontrar e levar a tribunal os criminosos de guerra nazis. Sessenta anos depois, o seu trabalho estava longe de terminado.

Sobrevivente do campo de concentração de Mauthausen (Áustria), perdeu dezenas de familiares durante o Holocausto. Quando, um dia, a sua filha adolescente, nascida já depois da guerra, regressou da escola com o choque de ouvir os colegas de turma negar a história de Anne Frank, explicou-lhe o móbil da sua luta: a procura da justiça, nunca o ódio ou a vingança.

Para além do exemplo da sua vida, deixou uma autobiografia: "Os Assassinos Estão Entre Nós", já adaptada para televisão em meados da década de 90, numa mini-série com um Ben Kingsley notável. E o Museu da Tolerância - o nome diz tudo - em Los Angeles.

publicado por Boaz às 16:40
link do artigo | Comente | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 13 de Setembro de 2005

Uma questão de perspectiva

Bandeiras do Hamas hasteadas no telhado da antiga sinagoga de Neveh Dekalim, em Gaza

Após a retirada dos últimos soldados israelitas da Faixa de Gaza, militantes palestinianos invadiram os antigos colonatos e começaram a vandalizar o que restou das sinagogas e outros edifícios que não haviam sido demolidos.

Propunha um exercício de perspectiva. E se, em vez de serem indivíduos muçulmanos a destruírem locais que outrora foram sagrados para judeus, fossem judeus a profanar mesquitas? Dava que falar, não dava?

É que o que aconteceu parece não ter merecido críticas de parte alguma - a não ser, obviamente, de Israel.

tags:
publicado por Boaz às 14:58
link do artigo | Comente | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 9 de Setembro de 2005

Demo-cracia

Tudo na mesma no Egipto. Mubarak rulez!

Por este andar, Hosni promete quebrar o recorde de imutabilidade da Esfinge...

publicado por Boaz às 17:14
link do artigo | Comente | favorito

Ficamos a espera da tournée

"Gostei, gostei. Foi um bom espectáculo." Foi este o comentário de José Sócrates à demolição dos mostrengos de Tróia.

Eu também gostei. Agora é continuar com a diversão, que o resto do país também merece divertimentos desses. Em quase todas as praias entre a Figueira da Foz e a Costa da Caparica não faltam mamarrachos bons para implodir.

Uma digressão da equipa de demolidores pelo Algarve podia dar espectáculos diários durante semanas a fio em Albufeira, Portimão, Quarteira e Monte Gordo. Atracção turística de sucesso garantido. Melhor que o concerto de Cliff Richards.

E, já agora, como a malta suburbana se queixa de não ter divertimentos ao pé da porta, era capaz de haver a animação com fartura na Brandoa, Odivelas, Cacém e Santo António dos Cavaleiros.

Só falta um Belmiro que dê a guita para a pólvora.

publicado por Boaz às 16:35
link do artigo | Comente | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 8 de Setembro de 2005

A visita da televisão

Na última segunda-feira, à chegada à aula de Judaísmo, deparei-me com uma equipa de televisão no pátio da sinagoga. Interroguei-me quem seriam e para que canal. Rapidamente, talvez por vaidade, pensei que poderiam ser israelitas: "a história de um grupo de portugueses a ter aulas de Judaísmo em Lisboa, já tinha chegado a Israel... com a quantidade de gente estrangeira que passou por cá nos últimos meses e falou connosco, não me admirava.". Até que os ouvi falar português e, a brincar, disse a uma colega da aula: "É p'rá SIC." Ela acreditou mesmo.

Apesar de estar com uma roufenha voz-de-constipado (há quem ache sexy as similares voz-de-bagaço e voz-de-cama) acedi ao convite e também respondi a algumas perguntas da jornalista. A tal colega a quem eu "enganara" dizendo que era para a SIC, estava um pouco preocupada com a possibilidade de as suas declarações virem a ser transmitidas na Guiné-Bissau, de onde é natural.

Afinal, estavam ali só para entrevistar os elementos da turma de conversão para o programa mensal da Comunidade Israelita do magazine A Fé dos Homens. Ainda não era desta que se iriam levantar cabelos em Bissau, por uma senhora pertencente à elite política do país estar num processo de conversão ao Judaísmo.

Confesso que tenho curiosidade em saber quem foi que escolheu o tema para o programa...

PS - Para os interessados, guineenses e não só, passa na 2: no dia 15 de Setembro, por volta das seis da tarde.

publicado por Boaz às 01:27
link do artigo | Comente | ver comentários (2) | favorito

Como é difícil abdicar de velhos ódios

Vamos lá acabar com eles!Logo após a notícia do encontro em Istambul, dos ministros dos Negócios Estrangeiros de Israel e do Paquistão, Silvan Shalom e Khursheed Kasuri, milhares de pessoas manifestaram-se em Carachi e outras cidades paquistanesas, contra a possibilidade de aquele país islâmico poder, no futuro, reconhecer a existência da tão odiada "entidade sionista".

No ano passado, episódios idênticos verificaram-se na Indonésia. Na altura, milhares de pessoas marcharam em Jacarta contra qualquer diálogo com o "pequeno Satã". (A denominação é iraniana, mas, a par do petróleo, é uma das principais exportações do país dos ayatollas.)

O mundo islâmico parece suspenso pela situação entre Israel e os Palestinianos. As campanhas políticas, os discursos, para conseguirem a adesão (e histeria) popular, têm de se afirmar como defensores da causa palestiniana. Porque a causa palestiniana é "A Causa". Quando se quer fugir da discussão dos problemas do país ou da região, invoca-se como o entrave a todos os avanços. Mesmo no Paquistão.

Nada se resolve, em nada se avança no mundo árabe, enquanto os Palestinianos não tiverem o seu problema resolvido. Nem a questão dos direitos das mulheres, a liberdade religiosa e política, a corrupção, o desenvolvimento sócio-económico, o analfabetismo, a democracia. Nada. A Causa está à frente de tudo.

Por isso é importante continuar com a luta. Seja pela queima de bandeiras sionistas, seja pelo embargo às empresas que têm negócios em Israel (uma das máximas actuais de alguns grupos anti-globalização, em especial europeus), ou ao impedimento da entrada no país a todos os que tenham um infame carimbo israelita no passaporte.

publicado por Boaz às 01:25
link do artigo | Comente | favorito

.Sobre o autor


Página Pessoal
Perfil do autor. História do Médio Oriente.
Galeria de imagens da experiência como voluntário num kibbutz em Israel.


Envie comentários, sugestões e críticas para:
Correio do Clara Mente

.Pesquisar no blog

Este blog está registado
IBSN: Internet Blog Serial Number 1-613-12-5771

É proibido o uso de conteúdos sem autorização

.Artigos recentes

. Pontes e muros entre Roma...

. Habemus "chaver" no Vatic...

. Quando a sirene toca, de ...

. Morto e envenenado (por e...

. A onda africana

. Vêm aí os Persas?

. Jihad casher? – os fanáti...

. Passerelle de Jerusalém

. A Cruz nas terras do Cres...

. Os moicanos de hoje

. De bolha em bolha (de Cop...

. 9/11 – A década

. Kiddush com tequila (Em t...

. De olhos na Diáspora

. Mazal tov!

.Ligações

.Visitantes

Jewish Bloggers
Powered By Ringsurf

.Arquivos

. Maio 2014

. Março 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.subscrever feeds

Partilhar