Sexta-feira, 22 de Abril de 2005

Uma folha solta

Decidi passar toda esta semana na cidade, a fim de me preparar para a Pessach (Páscoa Judaica, a original) que começa neste fim de semana. Assim aproveitei a oportunidade e na terça-feira, excepcionalmente, assisti à aula de Cabala - foi a minha primeira e será a única nos tempos mais próximos, por problemas logísticos. Adiante...

Depois de outras actividades que se realizaram na sinagoga e que duraram até quase depois das 23 horas, regressei a casa de metro e, ousadia das ousadias, fiz toda a viagem de kippá na cabeça, até a prendi com um gancho, não fosse ela cair. Pelo adiantado da hora achei que a confusão no metro não me traria problemas.

Achei que nessa altura tinha erguido uma barreira entre mim e o mundo exterior, era um ser à parte. Não gostei muito da sensação. Apesar de, normalmente, o metro não ser para mim um local para socializar. Não houve desacatos, tudo correu com a normalidade esperada de qualquer passageiro anónimo.

Você é dju?

A surpresa chegou numa estação onde tive de fazer uma mudança de linha. Pelo canto do olho vi aproximar-se um indivíduo. Era africano. Perguntou-me se falava português (de barretinho na cabeça, deve ser estrangeiro, terá pensado). E depois: "Você é dju?". Deve ser judeu em crioulo, pensei eu. Respondi que sim. "A sua família é de Israel? De que parte de Israel?". Disse-lhe que era português. Aí, apresentou-se: Fernando. E contou-me que o avô dele era judeu, descendente de judeus portugueses que tinham ido para Cabo Verde. Que ele mesmo, se fosse mais novo - estava nos trintas e tais - ia para Israel e alistar-se-ia como voluntário no Exército. Porque gosta muito de Israel, mesmo havendo guerra. E que Israel precisa de apoio.

Alertou-me do problema em usar a kippa na rua. É que "há por aí muito árabe". "Eu tenho um símbolo (presumi que fosse uma estrela de David) que cheguei a levar para o trabalho, na lapela. Só que no meu trabalho há 17 paquistaneses. Quando eles me viram com aquilo perguntaram-me com má cara: 'O que é isso? Porque é que usas isso?'. Eu fingia que não sabia. 'Então tira. Isso não é bom'. E eu deixei de o levar para não ter problemas. Mas um dia destes volto a usá-lo."

Achei aquele encontro extraordinário. Vi nele a típica atitude de um marrano*. Apesar de ter perdido muitas referências e tradições, várias coisas se mantiveram muito vivas. A identificação e o amor pela Terra de Israel e pelos símbolos judaicos, o receio em relação aos "de fora". Há amores que nunca se esquecem e dores que o tempo não cura.

Foi inspirador. Para mim e certamente também para Fernando. Para mim, porque encontrei mais uma folha solta no grande livro da história do povo judeu. Para ele porque talvez lhe tenha dado mais um pouco da coragem necessária. Para que um dia destes ele volte a usá-lo...

* Marrano: termo, com carga depreciativa - literalmente significa porco - que designa os cripto-judeus ou judeus secretos, e descendentes que durante a Inquisição e até recentemente - em alguns pontos ainda se mantém - continuaram a praticar o Judaísmo às escondidas.

publicado por Boaz às 11:31
link do artigo | Comente | favorito
6 comentários:
De Adi a 27 de Abril de 2005 às 19:01
Eu também gostaria muito de ter feito a mesma viagem, deve ter sido uma sensação única, pois normalmente quando nos interrogam é para nos "demolirem", e nesse caso, foi precisamente o contrário, só de ler o acontecimento toda eu vibrei. Chama-se a isso um "feliz encontro".
De annie hall a 27 de Abril de 2005 às 13:45
Como não gosta que se fique calado aqui vai. - a estrela de David não é um simbolo e nem todos os que vivem a sua cultura judaica em privado se podem chamar de marranos. Concorda? :) espero que sim, senão diga. Até logo.
De Gabriel a 26 de Abril de 2005 às 16:51
Pois, mas tu vais para os lados da (antiga) Porcalhota, enquanto eu vou para os lados de Moscavide. Não dá para irmos juntos, né?
De osse-shalom a 22 de Abril de 2005 às 16:06
Se soubesse da aventura tinha ido contigo de metro ;)

SHALOM
De Gabriel a 22 de Abril de 2005 às 14:23
Valeu mesmo, apesar de na última parte da viagem ter ouvido uns passageiros, a alguns bancos de distância, a falar árabe... Deu-me uma coisinha... :) Mas correu tudo bem.
De rogrio a 22 de Abril de 2005 às 14:02
Valeu a pena...usares o "chapéuzinho"...

Comentar artigo

.Sobre o autor


Página Pessoal
Perfil do autor. História do Médio Oriente.
Galeria de imagens da experiência como voluntário num kibbutz em Israel.


Envie comentários, sugestões e críticas para:
Correio do Clara Mente

.Pesquisar no blog

Este blog está registado
IBSN: Internet Blog Serial Number 1-613-12-5771

É proibido o uso de conteúdos sem autorização

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Ligações

.Visitantes

Jewish Bloggers
Powered By Ringsurf

.Arquivos

. Maio 2014

. Março 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.subscrever feeds

Partilhar