Quarta-feira, 9 de Março de 2005

Alguém achou graça, eu não achei a mínima

Definitivamente, há quem ria com a mais absoluta miséria e com isso faça mesmo programas de televisão. E chamam-lhe programas de humor.

Há coisa de duas semanas, a SIC estreou a versão televisiva de "O Inimigo Público", inspirada no suplemento satírico que acompanha uma vez por semana o jornal "Público". De um modo geral, sou apreciador do tal suplemento, e o programa também me parecia ter alguma graça, apesar de achar o Rui Unas um pouco tosco. No último programa, a pintura ficou irremediavelmente borrada com uma tirada de muito mau gosto. Aliás, nem sequer foi a primeira vez que aparecem "piadas" deste nível n'O Inimigo Público, no caso, na versão escrita.

O lema do jornal e do programa é "se não aconteceu, podia ter acontecido". Num dos sketches - sobre o estado do turismo no Algarve -, o actor-repórter revelava que as praias algarvias assemelhavam-se a Auschwitz, com o chão coberto de corpos queimados e alemães a beber cerveja. O meu comentário é simplesmente mostrar a imagem seguinte, a qual creio ter servido de inspiração ao autor da peça.

Corpos queimados

Trata-se da única foto da cremação dos prisioneiros mortos nas câmaras de gás de Auschwitz II-Birkenau. Quando os crematórios ficaram sobrelotados em 1944 - o auge das deportações -, prisioneiros do Sonderkommando* foram obrigados a queimar os cadáveres em piras nas traseiras das câmaras de gás. A fotografia foi tirada secretamente por um prisioneiro e passada à Resistência.

Para uns será apenas uma piada de mau gosto. Para mim, além de um sinal de mau gosto e de evidente ignorância, é sinal de uma enorme torpeza de espírito. Eu sei que já passaram uns dias sobre o programa, mas como eu não posso vir aqui sempre que quero, fica para agora este reparo. De qualquer modo, não deixei o caso passar em claro.

PS - No canal ao lado e num registo oposto. A 2: exibiu ontem o sexto e último episódio da série documental da BBC "Auschwitz - os Nazis e a Solução Final". À hora das novelas e dos concursos. De realçar a qualidade da investigação, com a reconstituição digital das diversas fases da história do campo. Perturbadora a frieza com que, 60 anos depois, alguns dos antigos guardas SS e colaboradores relatam a sua experiência, procurando justificar o injustificável e sem o mínimo remorso.

Creio que os autores de "O Inimigo Público" deveriam ter assistido a este documentário. Eles e os outros que contam e se riem com as chamadas "piadas do Hitler". Conheço alguns...

* Definições de Sonderkommando aqui e aqui.

publicado por Boaz às 16:02
link do artigo | Comente | favorito
3 comentários:
De rogrio a 16 de Março de 2005 às 09:05
Bem eu acerca de piadas tenho outro conceito, penso que o humor é brincar com tudo, mesmo aquilo que nos incomoda. Sabermos rir dos nossos perconceitos e defeitos é uma virtude, acho que temos de afastar certos tabus que temos nas nossas mentes. Eu mesmo tenho alguns e contra mim falo, tento sempre afastar os meus. Desculpa dizer-te isto, mas Gabriel o Mundo não está contra os Judeus. Ás vezes e nos dias de hoje mais que no passado o racismo xenofobia e outros modos de perconceitos e diferenças, começam nos próprios que se fazem de vítima, passo a explicar, um negro por exemplo(falo por vezes, sabes bem que não sou nada mesmo nada racista)hoje em dia têm logo aquela ideia, sou negro o mundo tá contra mim, ou sou judeu o mundo tá contra mim, sou anão ningúem me curte, ou sou diferente o mundo tá contra mim. Percebes? Penso que é mais isto que se passa que o contrário. Temos primeiro que aceitar quem somos, e todos somos validos para com o mundo.
De Porfalarnisso a 15 de Março de 2005 às 13:57
É de Judeu e genial
O Sr. Samuel Judeu dirigiu-se ao banco onde tem todos os seus depósitos e
poupanças, pediu para falar com o Gerente, e disse-lhe:
- Eu precisava de um crédito de 5 Euros a 30 dias.
- Oh, Sr Samuel! ... um crédito de 5 Euros a 30 dias???
... mas ficava-lhe muito menos dispendioso levantar os 5 Euros numa das
suas contas à ordem - disse-lhe o Gerente, muito espantado
- Bem, ... se não me concedem o crédito de 5 Euros a 30 dias, eu acabo com
todas as minhas poupanças e depósitos neste banco, e vou para outro
- Nem pensar nisso, Sr Samuel! ..o seu crédito está concedido desde já!
O Sr. Samuel começou a preencher a papelada toda, para o crédito que
pretendia de 5 Euros a 30 dias, e pergunta então ao Gerente:
-Quanto vou pagar de juros?
- Ora, 5 Euros a 30 dias, vai pagar 30 cêntimos de juros - responde-lhe o
Gerente .
- Bem, então eu queria deixar o meu BMW de garantia.
- Oh Sr. Samuel, não é preciso! O Banco confia plenamente!
- Bom, ... se não posso deixar o meu BMW como garantia de pagamento do
crédito concedido, eu desisto do crédito e acabo com todas as minhas
poupanças e depósitos neste banco, e vou para outro .
- Nem pensar nisso, Sr Samuel! ... claro que nós aceitamos o seu BMW como
garantia! Faça o favor de estacionar o seu BMW na nossa garagem, e ele
ficará lá durante os 30 dias do crédito!
Chegado a casa, diz o Sr Samuel à mulher:
- Pronto, já resolvi o problema para estacionar o carro durante os 30 dias
em que vamos de férias, e só pago 30 cêntimos de parque!!!
De Gonalo a 11 de Março de 2005 às 21:29
"Nunca Mais!"
... eu tb vi...penso que é uma questão de mentalidade, para além das anedotas do Hitler há tb as dos pretos e afins... há um certo tipo de humor que trás anexado preconceitos descabidos e relações pouco éticas. E faz-se em nome de uma liberdade que se esquece que acaba, onde a de outros começa..

Comentar artigo

.Sobre o autor


Página Pessoal
Perfil do autor. História do Médio Oriente.
Galeria de imagens da experiência como voluntário num kibbutz em Israel.


Envie comentários, sugestões e críticas para:
Correio do Clara Mente

.Pesquisar no blog

Este blog está registado
IBSN: Internet Blog Serial Number 1-613-12-5771

É proibido o uso de conteúdos sem autorização

.Artigos recentes

. Pontes e muros entre Roma...

. Habemus "chaver" no Vatic...

. Quando a sirene toca, de ...

. Morto e envenenado (por e...

. A onda africana

. Vêm aí os Persas?

. Jihad casher? – os fanáti...

. Passerelle de Jerusalém

. A Cruz nas terras do Cres...

. Os moicanos de hoje

. De bolha em bolha (de Cop...

. 9/11 – A década

. Kiddush com tequila (Em t...

. De olhos na Diáspora

. Mazal tov!

.Ligações

.Visitantes

Jewish Bloggers
Powered By Ringsurf

.Arquivos

. Maio 2014

. Março 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.subscrever feeds

Partilhar