Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2005

O culto do medo

Parece que esta manhã houve um pequeno sismo no Algarve. Teve uma intensidade de cerca de 4 graus na escala de Richter. Tão fraco como o abalo provocado por um camião a passar na rua. Não mais do que isso. Anda-se numa psicose sísmica tal que as nossas televisões abriram os noticiários da tarde com esta grande notícia. Há falta de melhor, foi o que se arranjou...

Seguindo a mesma onda (palavra sem segundo sentido, não vá alguém pensar que é piada. É que não devem tardar as piadinhas de mau gosto com ondas...) a SIC, durante o Jornal de Sábado da SIC fartou-se de publicitar uma notícia sobre o alegado risco de Portugal ser afectado por um tsunami com dezenas de metros de altura.

A notícia acabou por ser uma coisita de minuto e meio sobre as suposições de cientistas que têm estudado o vulcão Cumbre Vieja na ilha de La Palma (e não Las Palmas, como foi referido na notícia!) nas Canárias. É que se o vulcão entrar em erupção, uma boa parte da ilha pode desabar para o mar e causar ondas enormes em direcção à América e Europa.

A verdade é que este assunto já anda a badalar na televisão há vários anos. Um dos canais de documentários por cabo (não sei se o Discovery Channel, o Odisseia ou o National Geographic) transmitia um programa sobre o Cumbre Vieja de 15 em 15 dias. Ora, a SIC é uma televisão que tem um canal de notícias 24 horas por dia. Com tanta falta de assunto na SIC notícias (repetem a mesma coisa vezes sem conta ao longo do dia, nem a introdução do apresentador muda), será que ninguém ainda tinha arranjado um tempinho para mudar de canal e tomar umas notas ao que passa no canal ao lado?

Com tanto "alerta", era bom que se lembrassem antes de formar a opinião pública para se exigir nas escolas e empresas a realização frequente de simulacros em caso de sismo ou incêndio.

publicado por Boaz às 17:57
link do artigo | Comente | favorito
2 comentários:
De annie hall a 12 de Janeiro de 2005 às 11:09
Concordo consigo,não totalmente ,pois seria impossivel reprovar a reação nas primeiras horas que os meios de comunicação,e especialmente a televisão deram ao que aconteceu na asia.Era notiçia.Era a primeira vez que um tal acontecimento estava documentado.Creio que deviam fazer a cobertura. O depois é que foi e é lamentavel.Mas porque nos espantamos !? A ética no jornalismo ,como em muitas outras profissões anda esqueçida ,creio que será mesmo palavra não conhecida dos profissionais.Não me querendo desviar do assunto , digo-lhe que por exemplo nas faculdades de medicina essa cadeira foi abolida , e encontro-me varias vezes explicando a um colega mais novo que isto ou aquilo não se faz porque a ética não o permite...e nem sempre percebem Falta -lhes toda uma base de formação académica já que a formação social essa já sabemos desapareceu.
Voltando ao seu assunto ,ouvi ontem no canal TV5 um programa "palavras cruzadas" onde era debatido exactamente o porquê de tanto notiçiario sobre o marmoto , o porquê de tanta resposta de ajuda neste caso e o ignorar total de outras situações de carência e catastrofe no mundo. Fico sempre com a mesma duvida :- as televisões fazem os seus publicos ou apenas respondem com programas que elas sabem vão ter audiência? Como jornalista que é sabe esclarecer-me esta duvida .
Gostava de ouvir a sua opnião.Até breve.
De tako a 5 de Janeiro de 2005 às 10:53
Infelizmente o meu amigo tem razão no que diz, mas é assim que o nosso pais anda arrastado por uma força jornalistica sem o minimo do conteudo.

Comentar artigo

.Sobre o autor


Página Pessoal
Perfil do autor. História do Médio Oriente.
Galeria de imagens da experiência como voluntário num kibbutz em Israel.


Envie comentários, sugestões e críticas para:
Correio do Clara Mente

.Pesquisar no blog

Este blog está registado
IBSN: Internet Blog Serial Number 1-613-12-5771

É proibido o uso de conteúdos sem autorização

.Artigos recentes

. Pontes e muros entre Roma...

. Habemus "chaver" no Vatic...

. Quando a sirene toca, de ...

. Morto e envenenado (por e...

. A onda africana

. Vêm aí os Persas?

. Jihad casher? – os fanáti...

. Passerelle de Jerusalém

. A Cruz nas terras do Cres...

. Os moicanos de hoje

. De bolha em bolha (de Cop...

. 9/11 – A década

. Kiddush com tequila (Em t...

. De olhos na Diáspora

. Mazal tov!

.Ligações

.Visitantes

Jewish Bloggers
Powered By Ringsurf

.Arquivos

. Maio 2014

. Março 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.subscrever feeds

Partilhar