Quarta-feira, 22 de Dezembro de 2004

Mais do que semântica (I)

Terrorismo? Resistência.Terrorismo? Militância.

É costume ver tratados nas notícias factos cujas denominações são, muitas vezes, aligeiradas. Noutros casos, dá-se-lhes um nome bem distinto do que são na realidade.

Veja-se o caso do Iraque. Todos os dias há ataques à bomba. A maioria contra civis, como foi o caso de dois dos últimos atentados, cujos alvos foram pessoas perto de duas mesquitas, em Kerbala e Najaf. A isto se chama "acções da resistência". Há poucos dias, na BBC World verifiquei que aos autores destas acções se chama insurgents. Insurgent (insurgente, em português) quer dizer insubmisso, que se subleva.

As nossas televisões, em especial a RTP e a TVI, chamam-lhes tão simplesmente "rebeldes". Ora, rebelde e insubmisso é o que os pais normalmente chamam aos filhos que "saem da linha". Não creio que teimosia juvenil e ataques à bomba possam ser chamados da mesma maneira. Esses ataques são TERRORISMO. Puro e simples.

Mesmo o ataque há dois dias contra uma base americana em Mossul é terrorismo. Por muito que se possa discordar da invasão e da ocupação americana no Iraque, nem tudo é válido para lhe pôr fim. Os fins não justificam todos os meios. E é preciso não esquecer que os fins de Zarqawi, o "rebelde" jordano da al-Qaeda que lidera a "resistência" no Iraque, não são a paz, a democracia e a estabilidade. Não estamos a falar de imitadores dos franceses ou dos gregos que atacavam os nazis na II Guerra Mundial. Estamos perante criminosos que apenas procuram espalhar o terror e o caos.

O mesmo em relação ao Médio Oriente. Aos ataques de bombistas suicidas palestinianos contra autocarros, discotecas, mercados, restaurantes ou pessoas à saída de sinagogas chama-se "resistência". Os bombistas são "activistas" ou "militantes". No extremo, "radicais".

Não aceito este aligeirar das coisas. Em assuntos e factos bem menos sérios empregam-se os nomes mais graves. Aqui parece preferir-se um pretenso politicamente correcto ou um suposto distanciamento em relação às partes. Ou então é uma atitude de compreensão ou mesmo simpatia para com algo que eu não sou compreensivo. E muito menos simpático.

publicado por Boaz às 17:57
link do artigo | Comente | favorito
2 comentários:
De Bode Expiatrio a 27 de Dezembro de 2004 às 16:42
Pois, nem sempre. Noutras vezes passa mesmo a ideia "ai, coitadinhos deles, tão desesperados... podiam ser nossos filhos". «Evitar a repetição exaustiva desse tipo de terminologia»? E a repetição exaustivíssima da termonologia explícita no caso Casa Pia. Como se houvesse algum tipo de pudor em usar exaustivamente expressões "fortes" para descrever qualquer acontecimento...
De Paula a 24 de Dezembro de 2004 às 11:36
A minha costela de Jornalista obriga-me a deixar aqui uma piquena nota, apesar de concordar com tudo o que dizem sobre os actos de puro terrorismo destas organizações: muitas vezes os órgãos de comunicação social chamam «rebeldes» aos terroristas e «resistência» a este tipo de atentado não por serem mais ou menos politicamente correctos, mas para evitar uma repetição ainda mais exaustiva deste tipo de terminologia (já ninguém aguenta ouvir falar de terrorismo e de atentados e de ataques à bomba e tudo e tudo e tudo). Além disso, as pessoas habituaram-se a distinguir assim este tipo de «guerrilha de terror» que se passa no Médio Oriente e os grandes atentados terroristas, como o de 11 de Setembro, o de Bali ou o de Madrid.
Pode parecer um apadrinhamento de qualquer coisa, m nem sempre os termos são usados com intenção de distorcer a verdade.

Comentar artigo

.Sobre o autor


Página Pessoal
Perfil do autor. História do Médio Oriente.
Galeria de imagens da experiência como voluntário num kibbutz em Israel.


Envie comentários, sugestões e críticas para:
Correio do Clara Mente

.Pesquisar no blog

Este blog está registado
IBSN: Internet Blog Serial Number 1-613-12-5771

É proibido o uso de conteúdos sem autorização

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Ligações

.Visitantes

Jewish Bloggers
Powered By Ringsurf

.Arquivos

. Maio 2014

. Março 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.subscrever feeds

Partilhar