Domingo, 30 de Setembro de 2007

O palácio inacabado

Passei o último Shabbat em Pisgat Zeev, um moderno bairro no Nordeste de Jerusalém. Foi um Shabbat especial, o Shabbat que caiu num dos sete dias de Succot, o festival judaico das Cabanas. Nesta altura do ano, a tradição judaica manda construir cabanas. É costume comer e dormir dentro das cabanas durante os sete dias do festival.

Como a yeshiva está de férias nesta altura do ano – assim como a maioria de Israel – organizou-se ou Shabbat especial para os alunos do grupo sul-americano da yeshiva. Várias famílias sul-americanas acolheram-nos nas suas casas e succot (cabanas) por um dia. A família que me acolheu mora no limite do bairro de Pisgat Zeev Oriental.

Da sua varanda, onde construíram a succa, avistam-se já os subúrbios a sul de Ramallah. Um pouco abaixo, serpenteando no vale e subindo pelas colinas, o muro que Israel está a construir, para servir de barreira e eventual fronteira com um ainda hipotético estado palestiniano. Numa das secções do muro, um posto de controlo, eventual passagem de fronteira entre os dois países.

Do outro lado do muro, para lá de um decadente vilarejo árabe, a povoação judaica de Adam. Mais além, Maale Michmas e no horizonte, Rimonim. Todos estes locais estão na "lista negra" dos colonatos a serem desmantelados, em caso de uma eventual nova retirada israelita da Margem Ocidental.

No topo da colina, sobranceiro a todo o bairro, aquele que seria um dos palácios do Rei Hussein da Jordânia. Nunca terminado, seria a residência de Jerusalém do Rei da Jordânia, soberano da área até à Guerra dos Seis Dias. Apesar de sob soberania israelita desde 1967, o decrépito palácio nunca foi demolido, apesar de ter apenas os pisos dos vários andares do edifício.

Apesar de a Jordânia, nos últimos anos do reinado do mesmo Rei Hussein ter abdicado da soberania sobre a Margem Ocidental, a favor da constituição de um estado palestiniano, do alto da colina a carcaça corrompida do palácio continua a ser um símbolo de um poder passado mas ainda influente.

publicado por Boaz às 17:07
link do artigo | Comente | favorito
4 comentários:
De Johny-12 a 3 de Outubro de 2007 às 16:40
Gostaria que me esclarecesse algo se fosse poss
ivel... Nacionalidade Israelita ou Judaica? Para viver em Israel como cidadão nacionalizado é necessário uma conversão ao judaísmo nos processos legais?

Cumprimentos
De Boaz a 4 de Outubro de 2007 às 23:22
Queria enviar-lhe um email de resposta ao seu comentário, mas não encontrei o seu endereço no seu blog.
Nacionalidade israelita. Judaica diz respeito a religião. Os cidadãos de Israel têm nacionalidade israelita e há-os de religião judaica (a maioria), mas também muçulmana, cristã, druza, sem religião, etc.
A maioria dos que recebem cidadania israelita são judeus de acordo com a lei judaica, mas também há milhares de pessoas não-judias de acordo com a lei judaica que recebem essa cidadania por serem filhos de pai judeu.
Judeu, pela lei judaica é aquele que é filho de mãe judia ou que se converte ao Judaísmo. Uma pessoa sem qualquer relação com o Judaísmo, sé em casos muito extraordinários recebe cidadania israelita, como o caso recente dos refugiados de Darfur que chegaram ilegalmente a Israel e que receberam cidadania por razões humanitárias.
De Johny-12 a 5 de Outubro de 2007 às 11:37
Grato pela atenção e resposta à minha questão.
Já agora o email é joao_m12@hotmail.com

Eu tinha essa simples dúvida não devido ao facto de desconhecer que a nacionalidade é então a israelita, mas sim pelo facto de alguém que a queira obter sem ter laços familiares, ter de se submeter ao curso (penso eu) de judaísmo.

cumprimentos
De António Nunes a 3 de Outubro de 2007 às 18:07
Caro amigo
Cá estou eu desde a Barreira, aqui mesmo ao lado da Golpilheira.
Gostei da descrição e tentei acompanhar geograficamente o texto.
Quanto a Hussein, desconhecia que tinha tido essa pretensão, construir um palácio em Jerusalém.
Só a título de curiosidade, cheguei a estabelecer contacto com Hussein como radioamador. Era bastante activo nas bandas de amador e confirmava por escrito todos os comunicados (QSO na linguagem dos radioamadores).
Um abraço
António

Comentar artigo

.Sobre o autor


Página Pessoal
Perfil do autor. História do Médio Oriente.
Galeria de imagens da experiência como voluntário num kibbutz em Israel.


Envie comentários, sugestões e críticas para:
Correio do Clara Mente

.Pesquisar no blog

Este blog está registado
IBSN: Internet Blog Serial Number 1-613-12-5771

É proibido o uso de conteúdos sem autorização

.Artigos recentes

. Pontes e muros entre Roma...

. Habemus "chaver" no Vatic...

. Quando a sirene toca, de ...

. Morto e envenenado (por e...

. A onda africana

. Vêm aí os Persas?

. Jihad casher? – os fanáti...

. Passerelle de Jerusalém

. A Cruz nas terras do Cres...

. Os moicanos de hoje

. De bolha em bolha (de Cop...

. 9/11 – A década

. Kiddush com tequila (Em t...

. De olhos na Diáspora

. Mazal tov!

.Ligações

.Visitantes

Jewish Bloggers
Powered By Ringsurf

.Arquivos

. Maio 2014

. Março 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.subscrever feeds

Partilhar