Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

Provavelmente Deus

Um cartaz num autocarro diz: "PROVAVELMENTE DEUS NÃO EXISTE. ENTÃO PÁRA DE TE PREOCUPARES E APROVEITA A VIDA".

Uma organização de ateus britânica lançou recentemente uma campanha publicitária nos autocarros de Londres. A "Atheist Bus Campaign", ou "Campanha Ateísta nos Autocarros" destina-se a chamar a atenção para a tendência pró-religião do mundo da publicidade.

Um dos apoiantes da campanha, o Professor Richard Dawkins reclama que "a religião está acostumada a ter uma viagem à borla: isenção automática de impostos, 'respeito' indevido e o direito de não ser 'ofendida', o direito de fazer a lavagem cerebral às crianças".

"Mesmo nos autocarros, ninguém pensa duas vezes quando vê aí colado um slogan religioso. Esta campanha para colocar slogans alternativos nos autocarros de Londres vai fazer as pessoas pensar - e pensar é um anátema para a religião", desabafou o autor do best-seller The God Delusion, (Deus, Um Delírio na edição em português).

Acho uma certa graça a este tipo de fúria propagandista dos ateus. Se eles não querem acreditar que existe Deus - qualquer que seja - que não acreditem. Que deixem o resto do Mundo em paz. Afinal, eles devem incomodar-se bastante com as velhinhas Testemunhas de Jeová que vão bater à porta deles para entregar o panfleto A Sentinela, os jovens "elders" mórmones que tentam conquistar almas na via pública para a igreja deles, ou simplesmente que um qualquer pastor berre ao megafone na praça. No fundo, a "Campanha do Autocarro Ateu" (outra tradução possível para o nome "Atheist Bus Campaign") é também uma forma de proselitismo e uma campanha missionária.

De um ponto de vista puramente prático, como alguém disse um dia: "Não temos nada a perder por acreditar que Deus existe. Se no final não existir, não nos acontece nada. É preferível jogar pelo seguro."

tags:
publicado por Boaz às 18:24
link do artigo | Comente | favorito
2 comentários:
De Duarte Sousa a 11 de Novembro de 2008 às 04:08
«Acho uma certa graça a este tipo de fúria propagandista dos ateus. Se eles não querem acreditar que existe Deus - qualquer que seja - que não acreditem»

Eu li a obra do Prof. Richard Dawkins e devo dizer-lhe que a questao não está em acreditar apenas num deus ou vários deuses ou até em fadas mágicas. Richard Dakins na sua obra, pelo contrário, até admite a existência de um deus, embora num sentido estritamente einsteiniano, i.e. no sentido em que esse deus é todo o universo que nos rodeia (e incluindo o nosso ser) e não um deus pessoal. Portanto, a questão fundamental que está aqui em causa centra-se no ensinamentos religiosos que advém subsequentemente desse tipo de crenças.

Pergunto-lhe: O que são os fundamentalistas islâmicos, os judeus ultra-ortodoxos ou os fundamentalistas cristãos? São pessoas que não conhecem bem os textos religiosos? Ou são pessoas que tentam cumprir à risca todos os mandamentos da sua religião, incluindo aqueles que violam os direitos humanos e valores da democracia? O que diz a Torah sobre o adultério, ou sobre o que fazer a quem tentar desviar um judeu da crença no deus supremo?

A Torah, o Novo Testamento, o Alcorão e inclusivamente, o Livro dos Mórmones albergam uma série de passagens que incitam ao ódio e à violência.
Pensemos no seguinte:

Com que base justificavam os membros da Inquisição a tortura e homicidio de judeus?

O que justifica a violência dos ultra-ortodoxos judeus contra raparigas de 14 anos que se passeiam na rua mais à vontade?

Porque é que os muçulmanos praticam a Sharia?

O que justifica a discriminação religiosa entre os praticantes de várias religiões?

E pelo contrário, porque é que os budistas tibetanos que tem sofrido uma ocupação muito mais brutal do que os palestinianos não reagem de forma violenta?

Acreditar num deus ou vários deuses sem qualquer base de fundamentação parece-me um acto de ingenuidade.

"De um ponto de vista puramente prático, como alguém disse um dia: "Não temos nada a perder por acreditar que Deus existe. Se no final não existir, não nos acontece nada. É preferível jogar pelo seguro."

Por essa lógica, podemos acreditar em qualquer coisa sem nenhuma prova. Um deus ou vários deuses...a diferença situa-se meramente numa questão de matemática. E já agora porque não acreditar em espíritos e bruxaria?

Devo dizer-lhe que aceitar esse tipo de crenças, as quais se baseiam num conjunto de proposições que nem sequer são passíveis de ser testadas, i.e., sem qualquer base de fundamentação, parece-me um acto de plena ingenuidade.

Imagine-se se os judeus ainda estivessem à espera de um messias para voltarem a Israel. Bem podiam esperar. Pense nisso.

Os judeus devem lutar por Israel, não por acreditarem num deus supremo e que este lhes prometeu aquele território, mas sim porque se trata da sobrevivência de um povo. Ainda para mais, sabendo que o território israelita foi conquistado de forma bastante legítima.

Em primeiro lugar, porque os líderes árabes estiveram do lado dos nazis durante a 2ª GM. Só por isso os judeus têm mais do que um direito histórico em controlar Israel.

Em segundo lugar, porque foram atacados várias vezes pelos vizinhos árabes depois de Israel ter sido concedido aos judeus pelos ingleses. Os territórios conquistados a partir daí deviam ser preservados, sobretudo porque são áreas estratégicas para a defesa militar de Israel.

Que segurança terão os israelitas em Teleaviv caso seja cedida a margem ocidental aos árabes? Tornar-se-ão alvos fáceis dos misseis do inimigo.

Ao dar mão a estes fundamentalistas islâmicos e terroristas, os israelitas que não se surpreendam se depois ficarem sem um braço.

Outro factor a ter em conta, é que Israel é o único estado democrata nessa região. Tem de ser Israel a impor a sua força e valores, e não o contrário, mesmo que tal implique o apoio a golpes de Estado nos países vizinhos, na condição de que tal ocorra em prole da democracia, secularismo e cooperação.



Shalom



De OBNOXIO a 6 de Março de 2011 às 19:41
Curioso, esse assunto! E interessante!
Sempre fui de opinião que não existem diferenças filosóficas e até psíquicas entre um crente e um ateu pois ambos TÊM A CERTEZA DE ALGO!
Penso que as religiões são "coisas" feitas por HUMANOS e para HUMANOS, ms não confundo religiões com o fenómeno do DIVINO. Neste último limito-me a mostrar humildemente a minha ignorância. E, como quando não sabemos pesquisamos, contiinuarei a pesquisar....( talvez até que a morte me leve sem resposta)

Comentar artigo

.Sobre o autor


Página Pessoal
Perfil do autor. História do Médio Oriente.
Galeria de imagens da experiência como voluntário num kibbutz em Israel.


Envie comentários, sugestões e críticas para:
Correio do Clara Mente

.Pesquisar no blog

Este blog está registado
IBSN: Internet Blog Serial Number 1-613-12-5771

É proibido o uso de conteúdos sem autorização

.Artigos recentes

. Pontes e muros entre Roma...

. Habemus "chaver" no Vatic...

. Quando a sirene toca, de ...

. Morto e envenenado (por e...

. A onda africana

. Vêm aí os Persas?

. Jihad casher? – os fanáti...

. Passerelle de Jerusalém

. A Cruz nas terras do Cres...

. Os moicanos de hoje

. De bolha em bolha (de Cop...

. 9/11 – A década

. Kiddush com tequila (Em t...

. De olhos na Diáspora

. Mazal tov!

.Ligações

.Visitantes

Jewish Bloggers
Powered By Ringsurf

.Arquivos

. Maio 2014

. Março 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.subscrever feeds

Partilhar