Terça-feira, 6 de Janeiro de 2009

Quando é que o "aba" regressa?

Numa altura em que o país está em guerra, milhares de famílias em Israel estão suspensas pelas notícias. Não apenas por uma razão de solidariedade e preocupação nacional – somente nestas situações extremas o país consegue unir-se, ultrapassando as profundas marcas da crónica desunião da sociedade israelita. O foco das atenções é dirigido aos soldados que estão destacados em Gaza.

A calma nota-se, mas não deixa de ser aparente. Tudo funciona como numa época normal. E a maioria das notícias é positiva para o lado de Israel. Até ver... Porém, pais, esposas e filhos esperam ansiosos por notícias dos milhares de destacados para a frente de combate em Gaza, ou chamados para o serviço militar especial na fronteira com o Líbano e a Síria. Toda a gente conhece alguém que esteja neste momento em Gaza ou numa das fronteiras que, a qualquer momento, poderá tornar-se uma nova frente de batalha. (O Hezbollah deve estar neste momento a fazer as contas do que estará disposto a perder e a ganhar se entrar em guerra com Israel.)

As crianças são as que mais sentem a falta dos pais. Nervosas com a anormal ausência do papá, sobressaltam-se de cada vez que ouvem passos nas escadas ou alguém que toca à campainha da porta. "É o aba!" (É o pai!).

O rabino director do programa dos alunos sul-americanos da Yeshivat HaKotel ligou para o aluno encarregado do grupo, pediu-lhe para que todos ajudarmos a sua esposa o mais que pudermos, enquanto ele estiver de serviço no Golan.

Posso dar graças a Deus por saber que os meus filhos e a minha esposa não passarão por este tipo de ansiedade. Por ter feito aliyá (imigração para Israel) já depois da idade de 30 anos, não precisei de fazer o serviço militar. Apenas imagino o temor dos filhos e das esposas dos meus compatriotas soldados.

publicado por Boaz às 21:38
link do artigo | Comente | favorito
5 comentários:
De Boaz a 7 de Janeiro de 2009 às 21:22
É só para dizer que acabei de apagar o comentário gigante que havia sido escrito sobre este artigo. A razão: a mesma que me leva de vez em quando a apagar alguns comentários neste blog. Não aceito ser veículo de propaganda e raiva contra Israel. Para essa gentalha frustrada pró-terrorista, há milhares de outros sites e blogs onde se podem expressar sem serem atingidos pela minha censura. Não lamento a minha posição pró-Israel. Antes, pelo contrário. Tenho orgulho em ser Israelita e pró-Israel. E não devo nada a ninguém.
De Joshua a 8 de Janeiro de 2009 às 09:59
Pois é. O que não faltam por aí são blogues que de repente se transformaram em veículos de propaganda contra Israel. Para mim tem sido um choque esta constatação. Pessoas que conheço e que me pareciam cordatas de repente enchem os seus blogues com comentários inflamados cheios de raiva contra Israel. E eu que uso um pequeno pin com a estrela de David já fui avisada que é um símbolo impróprio para utilizar no local de trabalho!
De Ivana a 8 de Janeiro de 2009 às 13:52
Oi Pessoal, tb fica pensando em como as pessoas estão enganadas com relação com relação aos palestinos, e a este braço criminoso que controla a emnte e os corações dos jovens da palestina........é uma pena, pois além de contaminarem a sua juventude ainda contamina outros povos.......pois não mostra as suas verdadeiras intenções................e colocam como escudo humano as mulheres e as crianças..........é um absurdo isso acontecer.....
De Boaz a 8 de Janeiro de 2009 às 21:22
Mais dois comentários apagados. Talvez do mesmo comentador de serviço do MST. Para falar a verdade, nem me dei ao trabalho de ler o comentário por inteiro. Bastou-me a primeira frase.
Pensei que o meu primeiro comentário/aviso, a explicar que não aceito ser veículo de verborreia anti-Israel, fosse suficientemente explícito para demover os comentadores atrevidos.
Pelos vistos, há gente que não aprende... ou talvez sofra de iliteracia. O que até é normal entre os Sem-Terra...

Comentar artigo

.Sobre o autor


Página Pessoal
Perfil do autor. História do Médio Oriente.
Galeria de imagens da experiência como voluntário num kibbutz em Israel.


Envie comentários, sugestões e críticas para:
Correio do Clara Mente

.Pesquisar no blog

Este blog está registado
IBSN: Internet Blog Serial Number 1-613-12-5771

É proibido o uso de conteúdos sem autorização

.Artigos recentes

. Pontes e muros entre Roma...

. Habemus "chaver" no Vatic...

. Quando a sirene toca, de ...

. Morto e envenenado (por e...

. A onda africana

. Vêm aí os Persas?

. Jihad casher? – os fanáti...

. Passerelle de Jerusalém

. A Cruz nas terras do Cres...

. Os moicanos de hoje

. De bolha em bolha (de Cop...

. 9/11 – A década

. Kiddush com tequila (Em t...

. De olhos na Diáspora

. Mazal tov!

.Ligações

.Visitantes

Jewish Bloggers
Powered By Ringsurf

.Arquivos

. Maio 2014

. Março 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.subscrever feeds

Partilhar