Domingo, 23 de Agosto de 2009

...Quem vier por bem

Quando abri o Clara Mente, há quase 5 anos (cinco anos!), não tinha ideia como iria correr esta pequena aventura pelo mundo dos blogues. Nem pensei que durasse tanto. A única propaganda que fiz do blog foi incluir o seu endereço no final dos meus e-mails, em tom de assinatura. O boca-a-ouvido fez o resto. Ao longo dos anos e dos artigos, fui ganhando alguns fãs.


A faixa original do Clara Mente.

Alguns anos passados, quando já havia deixado Portugal e o Clara Mente ter passado a ser quase exclusivamente sobre Israel e assuntos judaicos (ainda vou escrevendo um pouco de Portugal, nem que seja em termos de comparação com a minha realidade de outrora), o blog chegou a ser recomendado por duas vezes no portal de blogues do Sapo, o maior portal de Internet em Portugal. Na altura tive centenas de visitas inesperadas. É claro que a maior parte delas nunca mais voltaram. Afinal, tinham aqui entrado por engano, seguindo apenas o link no Sapo. Ainda assim, é possível que poucas tenham mesmo regressado...

Curioso em saber o que trazia os leitores desconhecidos até ao Clara Mente e de onde vinham, adicionei um pequeno componente na estrutura do blog que permite saber o país de cada pessoa que o visita. Não apenas detecta o país como também a cidade do visitante. De grandes cidades como São Paulo, Lisboa ou Londres, até lugares mais remotos como Chapecó (Santa Catarina, Brasil), Felgueiras (norte de Portugal) ou Sprinckange, no Luxemburgo. E, se chegou aqui através de uma busca em algum motor de busca, como o Google, o Sapo ou o UOL, consigo saber o que andou à procura.

Que mundo estranho!

Depois de analisar os dados que o tal componente me informa (só a mim), fico cada vez mais admirado com as coisas estranhas que as pessoas procuram na Internet. E ainda mais como é que elas chegam aqui procurando tais coisas!

Uma busca em temas judaicos e israelitas é absolutamente natural indicar o Clara Mente. Afinal, são esses os principais assuntos do blog. À cabeça das buscas nesta área estão as expressões "marrano", "blog marrano" e a angustiante pergunta "como saber se sou marrano?". O que não faltam são descendentes de anussim (conhecidos em português e espanhol pelo termo pejorativo "Marranos", que significa porco) a tentar descobrir as suas origens e como reencontrá-las. Chegaram ao artigo "Mais um (suposto) marrano". À procura de informação sobre o "hino de Israel", encontraram "Raízes portuguesas no hino de Israel". Até agora, básico.

A língua portuguesa e as suas diferenças entre os dois lados do Atlântico suscitam dúvidas. E toca a procurar no Google. A "diferença facto e fato", e o que é um "terno de portugual"? Quê? (Ah, só escreveram mal o nome atual da Lusitânia...) Os inquiridores saberão a resposta exata em "Facto é fato que é terno". A misteriosa expressão portuguesa "ora pois" intriga muitas mentes brasileiras e entram no blog por um artigo que eu espero que os esclareça, "Ora pois". Nem mais.

As coisas complicam-se quando alguém quer saber o que significa "tremor nas pernas" e encontram um artigo que nada tem a ver com tal sintoma de... alguma coisa. O mesmo se passa para quem padece de "dedos inchados e roxo", que encontra a história de uma queda por ter aleijado "O meu pé esquerdo". Começo a questionar-me seriamente sobre o método de busca do Google quando me deparo que alguém procurou "autocarro união do s´tão". Sim, de novo, assim mal escrito. E, estranhamente, um dos primeiros resultados é "Um autocarro para Moscovo" porque o artigo menciona autocarro, União Soviética e tem algures a palavra tão. Parece suficiente para ser encontrado.

A minúcia de quem quer achar uma agulha no palheiro que é a Internet é evidente em "estrutura e organizacão da polícia e seguranca publica na suéca e países escandinávos em 2009". Desculpe, deseja algo mais específico? Acho que não ficou muito informado sobre o assunto com o que escrevi em "Beleza escandinava", mas a verdade é que o indagador entrou por aí. Mais ainda em "blogs dos portugueses estudantes em roma de agosto de 2009". Sim, há gente interessada em encontrar algum estudante bloguista português que anda pela capital italiana. Não sou nem nunca fui estudante em Roma – ainda que a Cidade Eterna me fascine e gostasse de a visitar – e além disso passei o mês de Agosto de 2009 entre Alon Shevut e Jerusalém, tal como Julho, Junho, Maio, Abril...

Que há muita gente estranha no mundo, isso ninguém duvida. Que muita dessa gente estranha surfa na Internet também é sabido. O pior é constatar o que esta gente anda à procura. Exemplos: "como esvaziar a bagagem no perfect world ?" e "como preparar a mesa para uma sessao dos tov". Pois, eu também não entendi, mas foi isso mesmo que alguém procurou. No caso da bagagem, o Clara Mente aparece em primeiro lugar na lista dos resultados. No segundo, aparece em sexto. Houve ainda uma pesquisa por "oraçao para calar boca de falador". O anseio de uma alma desesperada por um milagre contra o tagarela encontrou o Clara Mente como o resultado mais promissor. Não perguntem como.

A minha curiosidade de saber quem aqui vem é genuína. Apesar de não ter muito feedback dos leitores, gosto de saber o que os traz por cá. A paixão – desde a infância – pela Geografia, leva-me a querer saber de que lugares deste nosso pequeno mundo chegam as pessoas que me vão lendo.

PS – Não se assustem os leitores que desejam o anonimato. O tal programinha que deteta de onde vêm e que buscas fazem, não permite saber quem são exatamente. E ainda menos lhes tira uma foto e a envia para a minha caixa de correio. Ainda.

publicado por Boaz às 20:30
link do artigo | Comente | favorito
5 comentários:
De Alex a 23 de Agosto de 2009 às 23:58
Leio seu blog porque gosto de saber notícias sobre Israel e os Judeus, apesar de ser descendente de Árabe (Líbano)
De Armando Pinto a 24 de Agosto de 2009 às 23:32
Visitei agora seu site porque ele aparece no Sapo - Notícias locais, na parte do meu concelho, por neste post referir o nome do mesmo... Mas, já agora, aproveito para lhe dizer que visitei Israel há cerca de nove anos atrás, numa excursão turística de peregrinação daquelas que se realizaram no âmbito do Jubileu do Ano Santo, no ano 2000. Depois disso, em viagens acessíveis, já pude visitar também a Turquia e Itália. Digo isto para lhe dizer que Israel foi a viagem que mais me marcou, fiquei admirador incondicional desse país e do povo Israelita. A vista a Jerusalém foi algo especial, mas desde Jaffa , Cesareia , Haifa, Galileia, Nazaré, Tiberíades (que o guia referia como Tibérias ), e Belém, tudo me marcou muito. E fiquei impressionado com o valor que aí dão aos testemunhos do passado. Um dia, quando me for possível, espero voltar.
De Misgeret a 25 de Agosto de 2009 às 13:21
Visito o blog mais por curiosidade do que necessidade ou gosto (como os fãs). É sempre saudável visitar um blog israelita que não seja em inglês ou hebraico, especialmente se for por um judeu português como eu. Apesar de não me rever no movimento ortodoxo, não vejo qualquer sinal de ódio ou desprezo pelo outro, muito vulgar nos blog anglo-saxónicos. Espero que a sua presença em Israel quebre um pouco a hegemonia, qual EUA, dos ashkenazis anglo-sáxonicos e polacos.
De PN a 25 de Agosto de 2009 às 18:31
A primeira vez que escrevi aqui expliquei como aqui cheguei e qual o interesse. Agora a razão de não ter deixado de ler é que me parece verdadeiramente importante, é por isso que tu estás de parabéns, continua.

Israel é um país especial, não sei se recordas, da 1ª vez falei da amizade que fiz aí à 10 anos atrás, pois é, nem de proposito, esta semana está cá ele, de férias em minha casa. A vida também é feita assim de encontros e desencontros inexplicáveis.

Um Abraço
Pedro
De Joshua a 27 de Agosto de 2009 às 17:42
Vim aqui parar através do blogue do Nuno Guerreiro Josué quando fazia umas pesquisas sobre genealogia.
Sempre me interessei por genealogia, judaísmo e Israel. Talvez por influência do meu avô que dizia que o pai do avô dele era judeu. Comecei a fazer genealogia ainda nos anos 90 e tantos anos depois ainda não consegui tirar isto a limpo porque este ramo não aparece registado no livros paroquias...o que pode até ser um sinal que confirma a história. Consegui no entanto, e sem esperar, estabelecer pelo lado da minha mãe a ascendência judaica da família e é sobre isso que escrevi por último no meu blogue.
Apanhei este blogue na fase da conversão e foi muito interessante. Continuo a gostar de passar por aqui porque me satisfaz a curiosidade só bre Israel e a vida diária por aí.
Um abraço.

Comentar artigo

.Sobre o autor


Página Pessoal
Perfil do autor. História do Médio Oriente.
Galeria de imagens da experiência como voluntário num kibbutz em Israel.


Envie comentários, sugestões e críticas para:
Correio do Clara Mente

.Pesquisar no blog

Este blog está registado
IBSN: Internet Blog Serial Number 1-613-12-5771

É proibido o uso de conteúdos sem autorização

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Ligações

.Visitantes

Jewish Bloggers
Powered By Ringsurf

.Arquivos

. Maio 2014

. Março 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.subscrever feeds

Partilhar