4 comentários:
De Joshua a 10 de Dezembro de 2009 às 12:20
Tens um percurso de vida extraordinário.
De Zeev a 14 de Dezembro de 2009 às 22:48
Não percebo, o porquê da palavra estranhissimo e a sua ligação a Lisboa. Portugal tem o Porto e Belmonte, que de momento não existe rabino. Como um natural daquele País e com laços familiares, linguisticos, amizades, etc., porque não? As comunidades concerteza, que ficariam agradecidas. Portugal faz parte da diáspora e Lisboa é só uma das suas comunidades. Existem pessoas portugueses filhas de lares não-judaico, que possívelmente fariam a conversão, digo eu. Que achas?
De Boaz a 16 de Dezembro de 2009 às 11:17
Zeev, escreverei um post sobre esta "estranheza". Obrigado pelo desafio ;o)
De blogdoluisinho a 11 de Dezembro de 2009 às 23:52
Os emissários são em muitos aspectos parecidos com os missionários cristãos, acho mesmo que a grande diferença está no facto dos judeus não procurarem a conversão dos gentios, ao contrário dos missionarios cristãos que procuram dar a conhecer Jesus ao mundo e que os não cristãos se convertam ao cristianismo.
De resto existem muitas semelhanças, como o envio para parte muitas vezes incerta, e a formação teológica ( não no conteúdo em si, mas no facto de haver, normalmente, uma formação).

Saudações.

Comentar artigo