Quarta-feira, 12 de Julho de 2006

Ventos do Norte

Depois do choque causado pelo rapto do soldado Gilad Shalit na Faixa de Gaza, hoje, a atenção da sociedade israelita vira-se para a fronteira norte, com o Líbano. Numa aparente manobra de engodo, guerrilheiros do Hezbollah dispararam a partir de território libanês para uma posição israelita. Os soldados terão decidido passar a fronteira para responder ao fogo. Nessa altura dois soldados israelitas foram raptados pela guerrilha pró-iraniana e mortos outros três.

Na operação que se seguiu para resgatá-los, foram mortos outros quatro soldados na explosão de um carro armadilhado. A liderança do movimento libanês declarou que os soldados sequestrados só serão entregues numa troca por prisioneiros árabes nas prisões israelitas. Fala-se já de guerra. Espero que sejam apenas declarações "a quente"...

O problema é que guerra é exactamente aquilo que o Hezbollah quer. Os terroristas alimentam-se e fortalecem-se quando os seus alvos decidem virar-se contra si. Veja-se o que se passou no Iraque com a Al-Qaeda. A cada manobra militar americana, mais os terroristas ganham adeptos, mais aumenta por todo o mundo árabe e muçulmano a oposição à presença militar americana no Iraque e no Afeganistão.

Uma nova guerra no Líbano para além de fazer ganhar popularidade ao Hezbollah nas massas árabes, ainda iria fazer agravar as ameaças nucleares iranianas contra o Estado de Israel.

Por outro lado, a opinião pública israelita exige ao governo de Ehud Olmert uma acção enérgica para resolver tanto a situação do soldado sequestrado em Gaza, como aos soldados raptados entretanto. Exige-se uma justificação de políticas. Após a saída de Gaza, com o argumento que essa manobra iria aumentar a segurança em Israel, verificou-se, pelo contrário, um aumento da actividade terrorista palestiniana naquela região. Foguetes Qassam do Hamas caem diariamente sobre Sderot e outras cidades israelitas próximas de Gaza.

Os planos de construção de casas de palestinianos nos terrenos dos antigos colonatos não foram levados adiante, apesar da situação grave da falta de habitações na sobrepovoada Faixa de Gaza - um dos locais com maior densidade populacional do planeta - não se concretizaram. Infra-estruturas construídas por Israel para os seus colonos e deixadas intactas aquando da retirada, tais como escolas, centros médicos e outras instalações civis foram entretanto vandalizadas pelos habitantes que delas deveriam usufruir após a retirada israelita.

Outro dado que também fala por si: 70% da população de Gaza defende o sequestro do soldado israelita e é contra a sua entrega, apesar das consequências severas que essa acção tem causado para os habitantes da Faixa de Gaza, como a quebra no abastecimento de água e luz.

Inegável é todavia, a legitimidade do governo de Israel para tomar medidas para resolver a situação. Que medidas e se realmente resultam, essas são as grandes questões que se impõem nesta altura.

tags: ,
publicado por Boaz às 17:27
link do artigo | Comente | favorito
3 comentários:
De joao moreira a 13 de Julho de 2006 às 21:56
Sintecticamente: os apoiantes do Hamas e seus sequazes nunca conheceram outro mdo de vida que não fosse a guerrilha. Nasceram e foram criados nessa atmosfera. O ódio ao estado hebraico foi-lhes incutido desde o berço. Com o resultado das recentes eleições os seus membros estão numa situação para a qual não estavam preparados e coloca-se-lhes um dilema: ou aceitam as regras (reconhecimento do estado de Israel, abdicar da luta armada, controlar as milícias e grupelhos que operam em Gaza e noutras zonas, desenvolver padrões de desenvolvimento para a população) ou "mandar às urtigas" os resultados e continuar a luta contra o Estado de Israel, legitimado pelo voto. No fundo, não recusaram uma nem outra. Fazem um pouco de cada. Irão ter que decidir e rapidamente o caminho que querem tomar.
De PDivulg a 13 de Julho de 2006 às 08:38
Infelizmente essas região do mundo nunca andou bem! Longe vão os tempos em que houvesse paz, e logo foram colocar o povo Judeu no meio dessa confusão, a guerra é inevitável!
De a. cardoso a 13 de Julho de 2006 às 08:25
A retirada de Gaza e de partes da Cisjordania, nunca iria resolver o problema do terrorismo, porque a grande maioria dos palestinianos, esta e contra a existencia do estado de Israel.
Muito gostaria de enganar-me, mas nunca havera paz nessa parte do mundo.
Quanto a estoria da destruicao, das estruturas deixadas pelos judeus e depois vandalizadas, faz me lembrar outro exemplo de um pais em que vivi, e deixamos (nos portugueses) com todas as estructuras que hoje estam destruidas, no entanto a classe rica vive no opolencia, estou a falar de Angola.

Shalom.

Comentar artigo

.Sobre o autor


Página Pessoal
Perfil do autor. História do Médio Oriente.
Galeria de imagens da experiência como voluntário num kibbutz em Israel.


Envie comentários, sugestões e críticas para:
Correio do Clara Mente

.Pesquisar no blog

Este blog está registado
IBSN: Internet Blog Serial Number 1-613-12-5771

É proibido o uso de conteúdos sem autorização

.Artigos recentes

. Pontes e muros entre Roma...

. Habemus "chaver" no Vatic...

. Quando a sirene toca, de ...

. Morto e envenenado (por e...

. A onda africana

. Vêm aí os Persas?

. Jihad casher? – os fanáti...

. Passerelle de Jerusalém

. A Cruz nas terras do Cres...

. Os moicanos de hoje

. De bolha em bolha (de Cop...

. 9/11 – A década

. Kiddush com tequila (Em t...

. De olhos na Diáspora

. Mazal tov!

.Ligações

.Visitantes

Jewish Bloggers
Powered By Ringsurf

.Arquivos

. Maio 2014

. Março 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

.subscrever feeds

Partilhar