De Marco Oliveira a 4 de Fevereiro de 2006 às 16:34
Gabriel,
Creio que muita gente se está a esquecer de uma máxima proclamada por todas as religiões: tratar os outros da mesma maneira que gostariamos que eles nos tratassem a nós.

A liberdade é um valor iportante para nós. Mas os meus pais ensinaram-me que a liberdade deve andar a par da responsabilidade. Eu sou livre de insultar quem muito bem entender. Mas devo fazê-lo só porque tenho essa liberdade? Foi isso que o jornal dinamarquês esqueceu.

As caricaturas são obviamente ofensivas e preconceituosas. O jornal até pediu desculpa. Mas neste momento o episódio está a ser aproveitado por grupos radicais para demonstrações de fanatismo. Também alguns governos de países islâmicos estão a usar isto para desviar as atenções dos seus graves problemas internos.

As caricaturas não justificam estes comportamentos.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres