De Gabriel a 29 de Julho de 2005
Sim, as condições de vida dos palestinianos (pelo menos da maioria) é deplorável, mas isso não lhes dá o direito de matarem gente inocente nos autocarros. Porque é que o ódio palestiniano, da Al-Qaeda, do GIA argelino, da Irmandade Muçulmana egípcia... venha ele donde vier, só os leva a caminhos de destruição? Porque não usam o seu ódio de uma forma construtiva? Não há outros caminhos?
PS - Sim, choca-me que um país democrático (apesar dos seus grandes defeitos) como Israel, tenha eleito para dirigente alguém como Sharon. Mas tenho visto que os passos mais importantes para o avanço da paz no Médio Oriente, têm sido tomados por quem menos se espera: Rabin conquistou Jerusalém em 1967 e foi o maior artífice da paz; Netanyahu era de início visto como radical e negociou partes fundamentais. Sharon parece estar a fazer o mesmo depois de tanta violência no seu cadastro...
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres