4 comentários:
De Joana a 5 de Junho de 2007
pensaste "De quem!?" .. Porquê? Nunca tinhas ouvido falar?
De Boaz a 5 de Junho de 2007
Claro que já ouvi falar. Muitas vezes até... (esse é o problema). Mas confesso que não me agradou a comparação... por motivos óbvios.
De MCA a 6 de Junho de 2007
Jesus era judeu, há que não esquecer!...
Agora o que eu gostava mesmo de saber é como é que essa senhora sabe como eram os olhos de Jesus!
Não te agradou a comparação porquê? Vê as coisas pelo lado positivo: a senhora nunca viu Jesus; a senhora imagina - só imagina - os olhos do dito e imagina (certamente) que eram bonitos; ela compara os teus olhos aos olhos imaginados do dito; logo, ela estava a fazer-te um elogio. O que conta é a intenção. Vá lá, não te acusou de teres morto o dito cujo dos olhos imaginadamente bonitos, como o outro maluco... Agora imagina que os dois se encontravam!
Diálogo:
- Aquele (piiiii) matou Jesus!
- Quem, aquele com os olhos parecidos com os de Jesus?
- Esse mesmo!
- Pode lá ser! Com uns olhos tão lindos não ia fazer uma coisa dessas!
- Pois eu digo-te que fez!
- Ai, minha Nossa Senhora, vais ver lhos roubou!
De j.wollvsttaven@uol.com.br a 8 de Junho de 2007
Caro Boaz, Shalom.
Por demais hilária a situação em questão, porem devo concordar com o comentário feito por o (a) MCA, poderia realmente ser pior. Por obséquio, quando retornas a Israel ?

Comentar artigo