De MCA a 10 de Setembro de 2007
Boaz
Neste (como em outros) caso, há uma ausência total de informação. Uma grande maioria dos factos que expuseste eram do meu total desconhecimento e, para muitas pessoas, o desconhecimento refere-se à sua totalidade. Há uma intenção perfeitamente premeditada de centrar as atenções da opinião pública num número diminuto de casos (isto aplica-se não apenas aos conflitos no Médio Oriente mas a muitas outras situações da política internacional) de forma a que as pessoas não tenham demasiado em que pensar. Essa intenção é internacionalmente concertada e elaborada por especialistas em desinformação. Não creio que haja apenas uma intenção de culpar Israel de tudo e fazer esquecer o resto; também há outros que tentam precisamente o inverso, culpar o mundo árabe de tudo e fazer esquecer as políticas de Israel. Tal como há acções jornalísticas concertadas no sentido de culpar (ou, pelo contrário) ilibar os Estados Unidos. É uma espécie de guerra de bastidores, tão ou mais feroz do que a guerra de fogo, situada no plano da informação jornalística, em que as munições são as notícias.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres