2 comentários:
De Misgeret a 7 de Agosto de 2009 às 15:24
É a mesma coisa que os árabes israelitas, que não querem ser palestinianos. Nem mortos...para quê? Para serem pobres e alvos de fundamentalistas?
De Boaz a 8 de Agosto de 2009 às 20:15
É verdade, eles não querem ser palestinianos - ficaram em pânico quando o actual ministro dos Negócios Estrangeiros disse que, nas negociações sobre o futuro estado palestiniano, Israel deveria trocar a área dos principais colonatos israelitas na Cisjordânia pelas principais povoações de população árabe em Israel, que seriam entregues aos Palestinianos.
Mas o pior é que eles, apesar de não quererem ser governados pelo poder palestiniano, não se declaram a favor do Estado de Israel e inclusive apoiam os inimigos de Israel. Querem dar-se bem com Deus e o diabo... E ainda se admiram que os judeus israelitas desconfiem deles...

Comentar artigo