De al cardoso a 6 de Julho de 2010 às 21:48
De facto estou convicto de que existindo um plano de captação de turistas de Israel podíamos dar-lhes a conhecer os poucos vestígios da passagem por Portugal de comunidades judaicas, que cá existiam desde o tempo da dominação Romana.
Na Beira mais interior existem muitos vestígios , não só em Belmonte, mas também no Sabugal, Guarda, Covilhã , Trancoso, Celorico e Linhares, e também já eu descobri, vários vestígios em Fornos de Algodres.

Nao podemos ser tão radicais como o ultimo comentador.

Shalom

Lopes Cardoso
De Boaz a 6 de Julho de 2010 às 21:59
Nem é só para atrair os turistas para os raros vestígios judaicos em Portugal. Os israelitas gostam de praia, cultura, animação. Portugal é um óptimo mercado, mas nem sequer entre o público não-religoso israelita é um destino conhecido. Países menos importantes que Portugal estão cheios de israelitas: Croácia, Montenegro, Bulgária, Chipre...
Os israelitas adoram Londres ou Barcelona. Lisboa não fica EM NADA atrás destas destas duas cidades, além de ter melhor clima, ser mais barata e segura e não ter anti-semitismo.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres