De Gnzas a 2 de Fevereiro de 2011 às 14:15
Que o pseudo-conflito Israelo-Palestiniano era uma forma de distracção para os verdadeiros problemas dos países islâmicos já se sabia. Em Portugal estamos habituados a arranjar distracções para os verdadeiros problemas, por isso, não nos ensinam nada nesse aspecto.
No meio disto tudo, era bom que os países árabes conseguissem realmente seguir em frente, mudando as mentalidades radicais e ditatoriais que existem na sua maior parte. Quem vai perdendo com isto é o povo desses países, e o próprio país com o anunciado fim do turismo, pelo menos ao nível a que estaria antes. E se porventura quem tomar o poder for alguém do extremismo islâmico, ainda vamos ter mais alguns países na lista de destinos não recomendados para viajar. Espero que não.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres